Candomblé em Portugal: Babalawô


Babalawo, Awo ou Babalao é o titulo Yoruba que se atribui aos Sacerdotes de Orunmila ou Orula, o Orisá da sabedoria que opera através do sistema adivinatorio de Ifá. Orunmila é ciente do passado, do presente e do futuro.

O Babalawo como sacerdote de Ifá, pode predizer o futuro e como o manejar através da sua comunicação com Orunmila. Isto faz-se consultando Ifá através da corrente de adivinhação – Okpele, ou sementes sagradas – Ikin, sobre o tabuleiro de adivinhação de Ifá.

Na Santería ou Religião Lukumí, o Babalawo ou “pai dos segredos”, ou Awo, é reconhecido como clérigo e actua como tal na comunidade. Um Awo é o consultor espiritual para os clientes e aqueles que devem ser assistidos para conhecer a seu Orisá tutelar e se iniciar na tradição espiritual dos Orisás.

No tradicionalismo existem mulheres sacerdotes de Ifá – Iyanifa- , ainda que isto não ocorra frequentemente.

Os Awos devem manter um treino de memoria e interpretação dos duzentos e cinquenta e seis Odus e dos numerosos versos de Ifá. Tradicionalmente, o Babalawo possui ainda outras especialidades profissionais. Como por exemplo, pode também ser um grande herbalista. O Babalawo é treinado na determinação dos problemas e na aplicação de soluções seculares ou espirituais para a resolução dos mesmos. A sua função primordial é auxiliar as pessoas a encontrar, entender e a processar a vida até que experimentem a sabedoria espiritual como uma parte das experiências quotidianas.

O Awo deve ajudar às pessoas a desenvolver disciplina e carácter que apoiem esse crescimento espiritual. Isto é realizado através da identificação do destino espiritual do cliente, chamado Ori e desenvolver um caminho espiritual que possa ser utilizado como apoio para cultivar e viver esse destino.

Já que o desenvolvimento espiritual dos demais está a cargo do Awo, este deve dedicar-se a melhorar o seu próprio conhecimento da vida e em converter-se num exemplo para os demais. O Awo que não controla o seu próprio comportamento face aos estandares maiores da moral, pode perder o favor da sua comunidade e ser julgado de maneira mas dura que os demais.

Alguns Awos são iniciados como adolescentes enquanto outros aprendem já adultos. O treino e anos de dedicação a Ifá são a marca dos mas instruídos e espiritualmente favorecidos. É por isto que em média, os iniciados de Ifá devem treinar ao menos uma decada antes de ser reconhecidos como Babalawos completos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s